terça-feira, 4 de novembro de 2008

Secretamente


Secretamente

Me incomodo com nossas incapacidades,
Somos barrados por nossas escolhas,
E muitas vezes sofremos por elas,
Mas a queremos.
Se amamos, deixamos que a paixão nos envolva de uma maneira,
Que optamos por abandonar tudo...
E deixar que a insanidade desse amor nos arraste para o abismo que por ora nos parece o paraíso...
Acreditar!
Investir neste novo amor,
Com toda toda esta ansiedade que nos faz prisioneiros de um outro alguém
Quero me prender nos teus braços de amor.
Te sentir e te amar...
Apenas este instante, deixa eu te amar.
Cobertos de paixão, cobertos de amor, cobertos de um bem querer sem limites.
Te espero, te quero, sem medidas...
Senti que por um instante insano, tu quase me tomaste em teus braços...
Te quis...
Quis estar envolvida neles.
Você?
Está sem palavras...
Somente olhar...
Eu?
Sou a palavra...
Confesso para ti nestas palavras...
Sem ação...
A minha ação é amar-te,
SECRETAMENTE...
Você?
Apenas olha discretamente...
Me enlouquecendo...
Teu olhar é meu...
Sou tua...
E...
Para mim,
Basta que tu me queira...
Como eu te quero agora!


Simone Leite Gava


Secretamente eu grito em meu silêncio absoluto!



4 comentários:

Simone Rovida disse...

Olha amiga essa poesia é tudo de bom,ou amar secretamente é maravilhoso!!! é como um presente para o coração....secreto ou secretamente ...em silencio...é como..b....

Sylvia Senny disse...

secretamente..

muito lindo!
romantico, lirico, mulher!!

parabéns!

Patrícia Bracale disse...

Amar não devia ser segredo...
Secreto são os desejos da carne.
Vontade de possuir e ser possuída...
É a paixão, o fogo queimando a pele...os olhares que consomem, o pulsar que faz temer.
Pensamentos em delírios e sonhos.
Tesão que quer ação!!!
Razão que controla e inconforma...

HAMILTON BRITO... disse...

Juro, eu ia matar a pau aquele dia...não arrumaram jeito da gente ler a poesia. Deixa, vai dar uma dor de barriga danada naqueles caras e depois uma dor de ente de três dias